quarta-feira, 17 de novembro de 2010

As mudanças - O Despertar para o solilóquio

Com o mundo globalizado é preciso acompanhar essas mudanças e o que nos acarretam de angustias e preocupações. Tempo que passa num estalar de dedos, tecnologia avançada, alimentação desregrada e que para muitos é regrada grão a grão, mesmo assim sentem-se realizados, livres e cheios de esperança para um dia melhor.
Às vezes, paro e me pego a pensar diante de tantas incertezas: O que será de muitos que não tem acesso à educação, saúde, lazer etc? Por que se os que possuem tudo isso e muito mais, terminam se envolvendo com drogas, corrupção e outras coisas erradas que acabam prejudicando a si e toda a sociedade? Consideram que é normal ou banal e também como sentimento de prazer e realizações. Penso em mudanças significativas no mundo, no país, estado, município e até em minha família, mas sei que preciso começar por mim. Será que é isso que quero para minha vida? Preciso realmente passar por muitas dificuldades? Acordar cedo e dormir muito tarde? Estudar muito? Fazer vários cursos? E o meu lazer, a minha diversão? E os filhos que não tenho? Fica cada dia mais difícil tê-los. Penso na felicidade, como será? O que será? Será essa correria, essas mudanças rápidas ou outras coisas que ainda não conheço? Talvez esteja me angustiando por pequenos detalhes, mas com certeza preciso fazer alguma mudança para sentir mais confortável.

Anailte Ribeiro
Plataforma Freire – UNEB/DCH III

Um comentário:

Unknown disse...

amiga deixe as angustias de lado,os problemas,os conflitos e as soluções sempre existiram e ñ somos culpados e a solução ñ depende de nós,portanto viva e segure o remo de sua vida porque o destino de nosso barco esta na mão de alguem que deu a vida para acabar com nossos conflitos!!um abraço