terça-feira, 9 de novembro de 2010

Sertão Trabalho - POEMA

Minha terra tem videiras
Diferentes de outro lugar
As plantas aqui semeadas,
Não são semeadas como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas árvores menos cor
Nossos campos tem trabalho
Realizados com amor.

Antes considerava impossível,
videira no Sertão
Hoje alguns dizem: Excelente!
Por sua grande produção.
Fruto de um trabalho
realizado com dedicação.

Aqui são instaladas vinícolas,
Visando exportação
De vinho de qualidade
De fácil aceitação.

Nosso Sertão é sofrido
Mas tudo que se planta dá
Basta apenas ter coragem
De aqui cultivar
A semente da prosperidade
Que logo começa a brotar.

Francisco Daniel Carvalho de Medeiros
Turma VE 05 - Enologia -
IF Sertão de Pernambuco - Zona Rural

9 comentários:

Rafaela disse...

Parabéns pelo texto e pela criatividade.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Grande Daniel... Parabéns por esse poema, a abordagem do nosso clima, nosso solo, ou seja nosso Terroir. Espetacular! muito bom a valorização da nossa terra.
está de Parabéns mesmo!

Unknown disse...

Esse texto eu fiz com carinho, para demonstrar a importância do nosso sertão que apesar de muito sofrido é merecedor de valorização, pois tudo é possível, basta termos dedicação e tentar alcançar nossos objetivos.

Unknown disse...

Daniel, meu amigo...
é de invejar qualquer um, a criatividade que você tem e o carinho com que vo^ce escreve... espero realmente que vôce não pare nunca de escrever...
sucesso!!!

Unknown disse...

É como Daniel falou no seu comentário, não é porque temos uma terra com muito sofrimento, seca, trabalho árduo que não mereça a valorização. O que foi muito ressaltada no poema do mesmo. Está de parabéns amigo. Abraço

Hellen disse...

poois é concordo com Maurilo "dantinhas" você nostra nesse poema que é uma remontagem... As características do nosso vale (SÂO FRANCISCO) e suas riquezas estão perfeitamente colocadas super coerente, e com bastante influência em o nosso curso! PARABÈNS gostei mesmo ficou perfeito !

Val Soares disse...

Apesar de ter-mos duas safras durante o ano,
fazendo vinho o ano inteiro.
"As plantas aqui semeadas,
Não são semeadas como lá."
Nosso terroir é diferente.

Parabéns Daniel pelo Poema...
tem uma mente boa pra essas coisas...

Unknown disse...

Dani, parabéns pelo texto, pela criatividade e principalmente pelo amor a nossa terra .
Afinal, temos uma terra sofrida mas a cuidamos com amor.
E por consequencia disso, colhemos bons frutos.

Parabéns Dan.