segunda-feira, 2 de maio de 2011

Tempo da Palavra visitado por alunos de HORTICULTURA

Neste dia 02 de maio, os alunos e alunas de Horticultura - Curso Superior do IF Sertão PE - Zona Rural tiveram a primeira oportunidade de visitar o blog Tempo da Palavra. O objetivo da aula foi conhecer a ferramenta do blog como recurso complementar para as aulas de Língua Portuguesa, além de ler e comentar os textos já produzidos por outras turmas.
Este primeiro contato permitiu explorar os conceitos sobre o Solilóquio, gênero textual pouco desenvolvido em sala de aula. Percebe-se que algumas produções ainda estão pautadas em descrições, narrações, porém aos poucos a tipologia injuntiva aparece nas produções.
Aproveitamos também para interagir com outros textos publicados na internet sobre esta mesma temática. Vejam algumas fotos da turma nesta menhã de segunda. Aos poucos, os textos serão postados. Vamos comentá-los.
Com meu carinho,
Profª Antonise

Solilóquios da Turma V. 06 - ENOLOGIA - IF Sertão PE - Zona Rural

Uma vida contestada


Parei para refletir sobre como a vida poderia ser contestada, me vi fazendo coisas e não entendendo o porquê.
Às vezes fazemos coisas e não temos uma base do porque fazemos, fazemos apenas pelas circunstancias que as trouxe. É nessas horas que me pergunto, porque o fazes, será que vale a pena? São perguntas que me vem a cabeça, mas nem sempre consigo a resposta. O pior é que as pessoas às vezes acreditam no que fazemos, o que dificulta uma interrupção do mesmo, o medo de decepcioná-las nos tira a coragem de interrompê-las, o que me faz aprender a conviver. Mas nem com isso conseguimos eliminar o porquê, acrescentamos apenas um “consigo”.
Antes de dormir ponho minha cabeça no travesseiro e não consigo enxergar a importância do dia que passa, talvez porque ele nunca passa, apenas se renova a cada dia. Na aceitação de uma vida que não me traz autoestima aprendi a repetir meus dias, adaptando apenas ao seu meio. Mais, um dia vem a contestação, vejo que escrevi paginas em branco, algo não está completo, o tempo passou e eu não vi as horas, o livro fechou mas não consegui leitores.
Na contestação, vi que algo ficou, aprendi que elas me ajudam a evoluir. Onde antes não havia vírgulas, botei um ponto final.
Anderson Kaue dos Santos
Turma VE.06 - ENOLOGIA
IF SERTÃO PERNAMBUCANO - ZONA RURAL
29 de abril de 2011