quinta-feira, 21 de julho de 2011

Novos temas suscitam a criatividade dos alunos e alunas


Eu sei... Você pensa

Pensa que não sou capaz.
Que não vou conseguir.
Que irei desistir
Eu sei... Você pensa.

Pensa que a verdade não é absoluta.
E que mesmo que eu viva, será sempre uma luta.
Pensa que acreditar, não é o mesmo que sonhar.
Que é o ínfimo teor do ser, só pela ânsia do saber.
Sim eu sei... Você pensa.

Pensa que pelo modo que eu me expresso.
Mostro que não sou singelo.
E que vivo em uma ficção contínua, entre tristeza e alegria
Demonstrando ter prazer em entender essa magia.
Eu vejo, eu sei... Você pensa.

Pensa que pelo meu modo de ser
Defino as características do meu viver.

Acredita mesmo na veracidade da minha transparência?
Sabe mesmo que eu mostro ser quem sou
no decorrer da minha vivência?
Tu ainda vives na reles ilusão
que eu sou o que você pensa?

Transcendendo barreiras, vivendo a magia e misturando a alegria.
Eu jamais serei o inócuo ser que você acha que eu sou. 
Surpreenderei em mostrar que o parece ser, já não é.
E o que é, já não parece ser.
Pois sim... Eu sei, eu vejo, eu sinto... Você pensa.

Autor: Alef Braga
TH 11

4 comentários:

Alef Braga disse...

Meu poema *---* :D

Adriana Viana disse...

Adorei,essas palavras simples e ao mesmo tempo forte fazem dele um texto envolvente.

Aline Duarte disse...

Muito lindoooo! Ameiii!!! =)

bruna disse...

Também gostei do poema.não é raro encontramos pessoas que duvidam do que somos capazes,e até da nossa personalidade.Mas, como nos mostrou o autor podemos conquistar o que almejamos.