quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Às vezes, eu lembro

Às vezes, eu lembro de quando era criança, jogando gude
e penso nas coisas que eram tranqüilas.

Às vezes lembro de vez em quando de passar o tempo
em um mundo só meu.

Às vezes, quando saio nem lembro que o tempo passa sem
a gente dar conta do passado que tanto faz a diferença de
ver o mundo.

Às vezes, eu lembro do tempo em que era criança e fico a
pensar que o tempo passa mais a saudade fica, às vezes
eu lembro.

Autor(Marinaldo Alves Ramalho)
Turma (TA01 - Agroecologia)






Às vezes,em casa.
Iandersson Pereira

Às vezes,em casa,
me pego cheio de problemas para resolver,
problemas tão complicados,que não sei o que fazer,
Às vezes,em casa.

Às vezes,em casa,
me lembro de bons momentos,
porém me sinto muito triste,por não poder voltar no tempo,
Às vezes,em casa.

Às vezes,em casa,
me pego viajando,
mas logo caio na real,e vejo que estou sonhando,
Ás vezes,em casa.

Às vezes,em casa,
me arrependo de coisas erradas que fiz,
vejo que tudo passou.E o melhor da vida é ser feliz,
Às vezes,em casa.



IANDERSSON PEREIRA DE SOUSA
TECNÓLOGO EM AGROECOLOGIA-TA 01





Perdida
Às vezes olho sem ver
Vejo sem sentir
Sinto sofrendo
E logo me perco
Não me entendo às vezes
Às vezes me sinto só
Estando com muita gente
Só de não ter na minha frente
Aquilo que me faz feliz
Choro sem querer às vezes
Às vezes a noite só penso
Não posso e não quero
Juntar na minha cabeça
Momentos
Que eu espero que aconteçam às vezes
Às vezes vejo o fim
Ou imagino um novo começo
E vivo de passado
E luto pelo presente
E o futuro só aparece às vezes
Paula Dourado
TA01

11 comentários:

Andreia Santos disse...

Gostei muito! Da maneira que ela colocou sua vida, em alguns momentos com rimas.. Massa. :)

bruna disse...

ótimo poema .me fez até lembrar de :44 cartas do mundo líquido moderno ,onde ela "sente-se só,estando com muita gente." :)

Luana Bakaninha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luana Bakaninha disse...

3 três poemas relata um passado que se mistura com o presente fazendo então lembra o quanto é bom viver intensamente a cada momento das nossas vidas.

Gostei muito !

ianderson disse...

Muito interessante
quando ela falou "Imagino um novo começo"
Pois nunca é tarde para recomeçar.....

Pedro disse...

Nada do que consideramos realmente importante poderá ser substituído; ainda que se tenha todas as outras coisas do mundo.

adeilson disse...

Iandersson foi muito criativo em destacar com riqueza de detalhes no seu poema os momentos que ela passa em casa.

daniel disse...

as vezes em casa.
mostra o arrependimento de coisas passadas
coisas ou momentos que poderiam ter sido diferentes.

daniel disse...

ha tempo bom o de criança.
choramos, brigamos, brincamos e nos divertimos
e depois crescemos e a lembrança fica na memória

Jussimara disse...

É também sinto falta do meu tempo de criança, tempo bom,pois não tinha problemas á resolver!!!

Jussimara disse...

Todos nós comentemos erros Ianderson, não somente você, faz parte da vida, são através deles que adquirimos experiências e sabedorias!!