quarta-feira, 30 de novembro de 2011

RESENHAS CRÍTICAS - Textos elaborados a partir do filme " O Labirinto do Fauno". Após o envio da atividade para o e-mail, fizemos a leitura e revisão em sala de aula. A turma de Horticultura - TH 11 acompanhou e sugeriu as alterações.

TEXTO 01 -  FILME: O LABIRINTO DO FAUNO
Informações  Técnicas
Sob a direção de Guillermo Del Toro, o filme que tem o titulo original el labirinto del fauno, com gênero de ficção,o qual uma figura mitológica entra em cena  na fantasia de uma garota sonhadora, contracenando com a realidade numa época em que  imperava o terror da guerra fria. Apesar de ter sido oficialmente extinta em 1944, na Espanha, onde sucedeu o fato, já que os rebeldes ainda lutavam nas montanhas, no norte de Navarra.
Resumo  da obra
A história mostra um oficial fascista, que tinha a missão de exterminar os guerrilheiros, manda buscar a sua esposa Carmem, protagonizada pela atriz Ariadna Gil, e sua enteada de dez anos, a sonhadora Ofélia (Ivana Baquero),para virem ao campo, pois a  esposa  estava grávida, e era  desejo dele que o filho nascesse ao seu lado.
Ao descer do carro na chegada, com vários livros de contos na mão, Ofélia foi recebida pelo  padrasto com bastante estupidez. Em um passeio rápido pelo jardim da casa, ela descobre um labirinto, onde a fantasia começa a se tornar mais forte, envolvendo assim todos ao seu redor. Quando a menina tem o primeiro contato com a empregada do Capitão, e cozinheira da casa, a bela Mercedes, a qual tem um envolvimento com os guerrilheiros e infiltrou-se na casa, para colher informações e levar mantimentos roubados.
Logo Mercedes percebeu que aquela menina solitária, de sentimentos nobres, precisava urgentemente de um ombro amigo, pois o seu olhar, e suas expressões demonstravam uma grande falta de afeto, já que a mãe era uma pessoa totalmente reprimida pelo autoritarismo do marido, que não deixava esboçar seus sentimentos de carinho. Assim Mercedes fez uma grande amizade com a garota, substituindo com isso os cuidados da mãe, e se envolvendo nas suas histórias.
Opinião / Comentários
O que me chama atenção neste filme é o fato da menina Ofélia se dedicar muito a leitura de fatos e fábulas, sendo, muitas vezes,  repreendida por sua mãe por viver uma vida solitária e fantasiosa,  contudo  ela não leva muito em conta, pois este é o mundo dela.
A complexidade maior dessa história é constatar lado a lado  dois mundos totalmente inversos, onde a guerra e a violência imperam de um lado, enquanto do outro: a magia, o amor, a fantasia com figuras mitológicas, em um mundo imaginário no qual tudo é possível, com o desenrolar de uma história de princesa.
Relevância e Recomendações sobre o filme
 Excelente filme: nossa atenção fica presa ao próximo capítulo, pois a cada cena, mesmo sendo uma fantasia com a realidade, transparece a leveza da emoção e do sentimento de amor. Esse filme serve para que possamos refletir sobre a nossa visão de mundo. O diretor destaca de forma distinta a paz e a guerra juntas, a inocência e o amor, a perversidade e a agonia da guerra.
A relevância dessa história é de uma grande importância no contexto socioeducativo, por sua inspiração e riqueza de detalhes. Mostra a simplicidade do amor e do cuidado com o seu semelhante, destacando o fato da menina no final da história ter feito aquela junção da vida com a morte, dando o seu próprio sangue no lugar do irmãozinho. É um filme criativo que fornece assuntos para viajarmos.

Raimundo Nonato Alves do Vale
Tecnólogo em horticultura TH-11

8 comentários:

Bruno Henrique disse...

Parabéns pela resenha..
O filme é muito interessante, trata da realidade e da fantasia juntas.. Uma vez que somos idealizadores de nossos próprios contos!
Quem tiver a oportunidade de vê esse filme, que não perca um minuto e como Raimundo Nonato mesmo diz, nossa atenção fica para o próximo capitulo!

Bruno Henrique,
Horticultura
TH 11.

Profª. Antonise Coelho disse...

Parabéns, Bruno. O seu comentário está muito interessante. Também gosto da mistura entre o real e o imaginário do filme O Labirinto do Fauno.

Profª. Antonise Coelho disse...

Parabéns, Bruno. O seu comentário está muito interessante. Também gosto da mistura entre o real e o imaginário do filme O Labirinto do Fauno.

Ariane Costa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ariane Costa disse...

O filme foi bastante elaborado pois consegue fazer a junção do fictício a realidade. Mostrando as crueldades feitas por disputas de terras e ao mesmo tempo mostra a inocência de uma criança na qual ainda vive no mundo dos livros de contos. O final é um dos mais marcantes pois Ofélia faz um ato de coragem ao dar seu sangue puro em troca da vida de seu pequeno irmão.
Recomendo esse filme
Ariane Costa,
Horticultura
Th11

Matheus Alencar disse...

Caprichou Nonato !
achei bem de extrema importância os ajustes feitas na sala de aula, pois dispertou o interesse dos colegas e abriu num ângulo maior a visão de Nonato sobre concordância e formato do texto. Bom filme escolhido, apesar que sou super fã de uma comédia, o filme e bem interessante e disperta a nossa atenção!

Aline Duarte disse...

Muito interessante a sua resenha!!! E o que mais me chamou a atenção, foi quando a menina deu seu próprio sangue no lugar do irmãozinho, e me faz lembrar que uma pessoa também deu o seu sangue por nós, JESUS!
E o quanto as pessoas vivem nesse dilema de amor ou ódio, paz ou guerra, mas temos a chance de escolhermos o que queremos... Nunca se esquecendo que as nossa escolhas de hoje, são as consequencias do amanhã! =)

Barbara disse...

Me chamou muita atenção no filme a simplicidade e Inocência de Ofélia e como as decisões que ela toma no mundo magico se refletem no real.Fazendo a realidade e fantasia se misturem!