terça-feira, 26 de junho de 2012

A Importância da Linguagem


Destaco os textos de José Uelison, aluno de Horticultura - Superior,  porque me senti envaidecida com a singela manifestação deste jovem ao refletir sobre a linguagem. É interessante quando o professor propõe uma atividade e  tem como resultado um produto elaborado com dedicação, entusiamo e além do que foi proposto. As atividades de produção textual realmente assumem um grande valor nas aulas de Língua Portuguesa.

A Linguagem

Há muitas maneiras de nos comunicar. Por sinais; da escrita; da música; da pintura; entre outros, que também são formas de manifestar alguns sentimentos, sejam eles bons ou ruis.
Em todo instante, fazemos uso de uma forma de linguagem que estabelece uma relação de interação com algo ou alguém. E a maneira como isso acontece, revela traços próprios: de que somos; de onde viemos; o que queremos e para onde vamos, criando assim uma identidade pessoal.
Eu utilizo no meu dia a dia, uma linguagem poética; musical filosófica, para não dar ouvidos ao rufo dos tambores da insegurança, e do medo de encarar o novo, olhando com sensibilidade tudo que esta a minha volta e descobrindo que apesar dos muitos espinhos que compõe o mandacaru, ao cheiro das águas ele desabrocha lindas flores de perfume particular.
Crio conceitos; reformulo preconceitos, baseando-me na interação com os meios. Através de múltiplas linguagens, escrevo uma historia pessoal e coletiva; preservando  culturas que me  fazem  lembrar  de minhas raízes plantadas no mural de minhas memórias.  
                                                                José uelison da silva TH12

Olhos de alquimia


Todos os dias, temos que encarar o novo, o desconhecido, e muitas vezes isso nos causa medo. Mas é o medo que chama a coragem, que mostra para nós que podemos o que queremos.
Temos duas alternativas: encarar os novos desafios; criando forças que espantem os fantasmas que insistimos em deixar ficar conosco, ou fugir mostrando que nossa força de vontade é menor que a coragem para usar nossa capacidade de superação.
Tudo vai depender do ângulo que queremos enxergar. Quando começamos a olhar para algumas coisas que ate então não dávamos atenção, e por isso não tinham valor ou significado, descobrimos que a vida só faz sentido porque elas existem.
Assim, podemos olhar para uma pedra, e ver um travesseiro; uma cadeira; um empecilho. Passamos a ver uma pessoa simples e enxergamos um anjo, que leva as pessoas que estão ao seu redor para um vôo mágico ao sabor do vento, sem ter asas.
Podemos ter um problema, e descobrir que ele não é motivo para desistir; mas a oportunidade de usarmos habilidades que desconhecemos ter, para solucioná-lo.
Quando contemplamos o céu e aguçamos nossa visão, não o vemos apenas como um grande espaço azul cheio de fumaça; descobrimos que  é um grande mural de Deus onde ele escreve as nuvens que falam e ensinam conselhos.
          
 José Uelison da Silva -  TH12








2 comentários:

jus disse...

obrigado professora Antonise pelo incentivo, a produção textual e a reflexão cotidiana.
parabéns pelo blog muito bonito

jus disse...

obrigado professora Antonise pelo incentivo, a produção textual e a reflexão cotidiana.
parabéns pelo blog muito bonito