segunda-feira, 18 de junho de 2012

Resenha Vida Maria


Vida Maria” é um curta-metragem em 3D, produzido pelo animador gráfico Márcio Ramos, que venceu inúmeros festivais nacionais e internacionais no ano de seu lançamento. Com apenas nove minutos de exibição, o curta denuncia a ausência de escolarização e as condições precárias de vida de várias gerações de mulheres do sertão cearense. A animação acompanha a rotina da personagem “Maria José”, uma menina que se diverte aprendendo a escrever o nome, mas que é obrigada pela mãe a abandonar os estudos e começar a cuidar dos afazeres domésticos. Ela cresce, conhece Antônio e se casa, tem filhos, entre eles, Maria de Lourdes e aí mais um ciclo se repete, pois Maria José age com Lourdes exatamente como sua mãe agiu, reproduzindo o seu passado no futuro da filha.
Maria José” é apenas mais uma Maria que deixou de lado os estudos e se dedicou à casa, ao marido e aos filhos, vivendo em estado de anulação, onde sua vontade e seus sonhos não ultrapassam a cerca da casa onde vive. O filme explora as limitações e a falta de perspectiva que essas mulheres enfrentam durante toda a sua vida, se repetindo por diversas gerações.
Mais que isso, “Vida Maria” transborda os limites do sertão, aproximando-se também das mulheres pobres urbanas, que da mesma forma que “Maria José” vivem a mercê do marido, cuidando da casa e dos filhos.

Katiucia Ramos


 VIDA MARIA
 
 O video Vida Maria retrata, em poucos minutos, a história de Maria José uma menina, que tinha como sonho aprender a escrever,porém sua mãe tirou seu sonho, pois estudar não significava nada naquele lugar.O certo era o trabalho.
O tempo passou, Maria José cresceu, teve filhos e permaneceu naquele mesmo  lugar em que nasceu, assim o tempo passava mas as pessoas não mudavam a maneira de agir em relação à vida dos filhos. Não buscavam melhorias para possibilitar uma vida melhor, ficam sem chances, presas a pensamentos ultrapassados, nasciam, cresciam, criavam seus filhos e morriam ali sem ter feito nada para mudar suas situações. Assim relata uma história de muitas Marias.

Valéria Souza Th12



Nenhum comentário: