segunda-feira, 25 de março de 2013

VIDA DE VAQUEIRO - ROBSON CARLOS - Turma 4204 - Agropecuária

Robson Carlos em momento de criação literária em sala de aula

Vida de Vaqueiro

Eu nunca tive vontade
De sair do meu sertão
Deixar a minha terra
E esquecer a tradição
Deixar de aboiar
De chamar gado e cantar
Que é a minha paixão

Eu não gosto de zuada
Do barulho do motor
Quando estou na cidade grande
Eu me sinto inferior
Quando estou na minha terra
No meu velho pé de serra
Eu me sinto um doutor

Minha escola foi o curral
E o gado professor
Eu não faltava um dia
E hoje em dia sou doutor
Eu adoro a profissão
Com meu cavalo alazão
Faço isso com amor

Se do cordel não gostou
E comigo quer falar
Eu vou dizer os lugares
Que você vai me encontrar
Em todas as festas de gado
E pega de boi no mato
Com certeza eu vou estar.

 Fiz este cordel porque eu queria falar um pouco do que eu gosto e para representar a vida dos vaqueiros nordestinos. Robson Carlos

Nenhum comentário: