sexta-feira, 4 de outubro de 2013

RECRIAÇÃO DOS POEMAS: CANÇÃO DO EXÍLIO- Gonçalves Dias e MEUS OITO ANOS de Casimiro de Abreu

A RECRIAÇÃO DE POEMAS ROMÂNTICOS A PARTIR DE TEXTOS CONSAGRADOS É UMA DAS POSSIBILIDADES DOS ALUNOS DE ENSINO MÉDIO PERCEBERAM O VALOR DA PRODUÇÃO ESCRITA. PARA INCENTIVÁ-LOS, A ATIVIDADE FOI EM DUPLAS, NUM PROCESSO DE ELABORAÇÃO TEXTUAL
 CANÇÃO DO EXILIO
Minha terra tem fronteiras,
Onde canta quem mora lá,
As pessoas que aqui cantam,
Não cantam como as de lá.

Nosso sol é mais brilhante,
Nossa vida é radiante,
Nossos amores são emocionantes,
Nossa caatinga é mais em cantante.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem fronteiras,
Onde canta quem mora lá.

Minha terra tem amores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar, sozinho, à noite,
Minha terra tem fronteiras,
Onde canta quem mora lá.

Meu Deus, não permita, que acabe com aquele lugar,
Sem que antes eu volte lá,
Sem que desfrute os amores,
Que não encontro por cá,
Sem que eu veja aquelas fronteiras,
Onde canta quem mora lá.                                               
AUTOR: Ramon Rodrigues Coelho TURMA:4103     
TEXTO: Meus 16 anos 
Oh! Que saudades que tenho
Da minha adolescência  querida
Tempos bons que não voltam mais,
Amor, amizade sinceridade que não são iguais
debaixo dos parreirais.

Como são belos os dias 
onde tínhamos nossas alegrias .
O mar é lago sereno
O céu é um manto azulado ,
O mundo, um  sonho dourado
A vida é reino de amor

Que natureza , que vida!
Que noites alegres e perfeitas
O céu brilhante de estrela
A terra onde canta o sabiá 
as ondas beijando a areia ,
e a lua beijando o Velho Sofrimento!
Oh! Que saudade que tenho da minha adolescência .
 Hérica Freire  e  Naéliton - TURMA 4204 - AGROPECUÁRIA

Nenhum comentário: