segunda-feira, 27 de outubro de 2014

SEMINÁRIO SOBRE OS IDEAIS DE LIBERALISMO E DEMOCRACIA NO REALISMO - Ensino Médio - Agropecuária

O Seminário sobre Contexto Histórico do Realismo organizado pelo Grupo de Mateus, Isabela, Bruna, Josiely e Jaqueline - alunos da turma 4206 -também inovou com os trajes típicos da época do Realismo.


Josiely de vestido preto, Mateus, Jaqueline, Bruna e Isabela








No Seminário, o grupo apresentou os ideais de Liberalismo e Democracia da segunda metade do século XIX que influenciaram na elaboração das obras realistas conhecidas e estudadas até hoje. 

PRODUÇÃO DE VÍDEO SOBRE O CONTO “ A CAUSA SECRETA” DE MACHADO DE ASSIS

Os alunos do segundo ano – Turma 4206 inovaram as apresentações dos Seminários de Literatura Brasileira com a produção de um VÍDEO sobre o conto A CAUSA SECRETA, de Machado de Assis. Na adaptação, os alunos Radamés, Alesson, Gabriela, Clodoaldo, Janaina e Igor foram os personagens da trama de Machado de Assis. 

A ideia transformou a simples explicação sobre os traços machadianos presentes nas obras realistas em uma aula lúdica que conquistou as turmas. Os alunos assistiram ao enredo com atenção e curiosidade. A turma 4105 também esteve presente ao Seminário ocorrido na última quinta, dia 23 de outubro, após a palestra do Professor Gabriel Kafure.


Cena do conto A CAUSA SECRETA de
 Machado de Assis produzida em vídeo.



Equipe que produziu o vídeo sobre o Conto de Machado de Assis.
 Esta obra está presente nos acervos da Biblioteca do IF CAMPUS ZONA RURAL -
 Contos de Machado de Asssis - Editora FTD


Interdisciplinaridade nas aulas de Língua Portuguesa: Palestra sobre o amor, piedade, compaixão e poder presentes na OBRA DE NIETZSCHE - por Gabriel Kafure

As turmas 4105 e 4206 - Agropecuária -  participaram no dia 23 de outubro da palestra proferida por Gabriel Kafure -professor de Filosofia do IF Sertão - Campus Zona Rural sobre alguns aspectos presentes na obra de FREDERICH NIETZSCHE os quais suscitaram dúvidas durante a leitura de texto do autor e filósofo que apresenta outro sentido para a Compaixão.

Os alunos fizeram algumas perguntas ao Professor Gabriel que durante 40 minutos deixou a turma atenta às suas explicações. Esta palestra é parte do desenvolvimento das aulas de produção textual para que as turmas possam desenvolver melhor os textos produzidos a partir das reflexões sugeridas na palestra e, durante as leituras do tema.


Esta foi a primeira atividade desta natureza: trazer um profissional para a sala de aula que aprofunde e desenvolva um trabalho interdisciplinar com os estudos da Linguagem








quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Se Liga no Desafio:

Você é um leitor?

Escreva as descobertas e novidades que você encontrou ao realizar as leituras na Escola ou em Casa. Para isto, envie seu comentário por e-mail para: tempodapalavra@hotmail.com
Iremos postar resumos, sínteses, poemas e comentários sobre as impressões a respeito de suas leituras pessoais.
O que aprendeu? Sente prazer em ler, em descobrir o mundo nas palavras? Por quê?

O Blog Tempo da Palavra irá presentear os VINTE primeiros textos enviados com exemplares de livros. Aproveite, receba um exemplar de um livro na Homenagem que a Biblioteca do nosso Campus fará A Semana do Livro e da Biblioteca no dia 23 de outubro de 2014, a partir das 14 horas. Após o décimo comentário, selecionaremos as postagens mais interessantes até completar 20 postagens.


Contamos com sua participação!

Contando Historia


Meu primeiro cachorro

  Eu o encontrei sujo, ferido e abandonado no meio da chuva. Era muito pequeno, estava triste e abatido, mais tinha um certo brilho em seu olhar. Aquela cena realmente me comoveu, então o que eu podia fazer? Eu sou apenas um simples menino de rua, mesmo sem condições e até mesmo sem destino, ainda assim peguei o cachorrinho nos braços e o levei. Mas para onde? E como alimentá-lo? O pouco que ganhava dividia com ele, dei -lhe o nome de pingo. Aos pouco suas feridas foram cicatrizando e meu cachorro já não mancava mais. 
Certo dia, num sinal fechado um carro preto passou por cima de suas patas traseiras e meu coração chorou só de ouvir seus grunhidos, corri e peguei-o nos braços novamente, dava para sentir lá no fundo da alma seus gemidos de dor. 
Sem pensar muito peguei uma pedra para sacrificá-lo, e quando estava prestes a  fazer, um homem bem vestido e perfumado falou elegantemente:

-  Não faça isso, segurando minha mão, o caso ainda não está perdido. 
O homem era um veterinário que levou o Pingo para seu consultório.
Chegando no local, me perguntou, qual era meu nome, eu lhe respondi:
- Hugo.
E ele perguntou: 
- Como se chamam seus pais?
E eu lhe disse: 
- não tenho pais, senhor. 
O veterinário então abriu um sorriso e falou, sempre quis ter um filho e quero adotá-los. Você e Pingo.

Alunos: Leonardo Brito Macedo e Antônio Hugo

Turma: 4206 

A compaixão é a virtude essencial para o ser humano viver em paz?

Alunos Técnicos em Agropecuária expressam algumas definições do que seria compaixão. Com base no texto lido abaixo, para retirada de suas próprias opiniões sobre o assunto. Abordado pelo ponto de vista do filósofo  Friedrich Nietzsche e a descrição do dicionário, eles responderam aos questionamentos da atividade em sala e produziram diferentes textos. 





A Compaixão

Sentimento de pesar que nos causam os males alheios, bem como uma vontade de ajudar o próximo. Um sentimento de simpatia ou de piedade para com o sofrimento alheio, associado a vontade ou ao desejo de auxiliar de alguma forma, como exemplo: doar dinheiro para campanhas humanitárias é uma atitude que envolve muita compaixão.

A única atitude intelectual digna de uma criatura superior é a de uma calma e fria compaixão por tudo quanto não é ele próprio. Não que essa atitude tenha o mínimo cunho de justa e verdadeira; mas que seja tão invejável que é preciso tê-la.


 Trabalho do aluno - Mario Cesar da Turma 4206 (técnicos em agropecuária)


Um ato de Ajudar  
                                     
Para mim a compaixão não é só o ato de você ajudar o próximo com favores, é todo o ato que você faz de coração e vontade para o próximo. Colocando -se no lugar do outro que está passando por dificuldades, e colaborando com esta, fazendo o que for possível fazer por ela.
Ter compaixão significa colocar-se incondicionalmente ao lado do outro, sem qualquer tipo de julgamento quanto à situação que ele esteja. E sem nenhuma outra intensão que não seja aliviar a situação do outro em questão. 
Isso exige que nos coloquemos na situação e que nos ofertemos, dar algo de nós mesmos, para proporcionarmos a solução pessoas e sermos parte dela e não parte do problema. Muitas pessoas acham que só porque ajudaram uma pessoa uma vez exerceram a compaixão e se vangloriam disto. Compaixão é o tipo de ato que a pessoa realiza as vezes sem nem mesmo perceber que está fazendo.
Então, compaixão não escolhe cor, língua e nem raça, é um ato de você sentir o que outro sente e focar –se na ajuda, no que você pode fazer pelo outro.

- João Victor de Resende  Turma: 4105



Compaixão essência espiritual
Compaixão é a verdadeira essência de uma vida espiritual e a prática central daqueles que devotaram suas vidas para alcançar a iluminação. A raiz das Três Jóias Supremas – Buda, Darma e Sanga.  É a raiz de Buda, porque todos os Budas nascem da compaixão; A raiz do Darma, porque os Budas dão ensinamentos motivados unicamente por compaixão; e a raiz da Sanga, porque é ouvindo e praticando os ensinamentos de Darma, os quais são dados por compaixão, que nos tornaremos membros da Sanga, ou Seres Superiores. Mas, o que é exatamente compaixão? Compaixão é uma mente que, com a motivação de apreciar todos os seres vivos, deseja libertá-los do seu sofrimento.
Às vezes, desejamos que alguém se livre do sofrimento por razões egoístas, e isso é bastante comum nas relações que se fundamentam principalmente no apego. Se nosso amigo estiver doente ou deprimido, poderemos desejar que se recupere depressa para desfrutarmos novamente da sua companhia; mas esse desejo é basicamente autocentrado, não é verdadeira compaixão. A verdadeira compaixão baseia-se, necessariamente, na motivação de apreciar os outros.
- Janaine Santos Amorim.   Turma: 4206

Com Paixão

A compaixão pode existir entre amigos, colegas, familiares, para com os animais dentre outas pessoas e de diversas formas. Apesar de ser algo que não se ver mais na verdade, se demostra. Sendo este uma união de sentimentos expressados por alguém para alguém. Com o passar do tempo tal sentimento tem perdido simplesmente seu valor.
No mundo capitalista que vivemos, as pessoas se importam apenas em si próprias, no qual o dinheiro e suas vontades predominam sobre as pessoas. O ser melhor que os outros, fazem-nas esquecer de que são pequenas atitudes que podem fazer toda a diferença, um simples bom dia ou um tudo bem já basta, para transformar um ambiente e melhorar os comportamentos ou atitudes das pessoas ao redor. O ego nos conduz ao pensamento que nunca precisaremos de ninguém, que podemos viver em sociedade e ainda assim viver cada um por si e para si, por isso não liga – se para o próximo.
 A compaixão é uma virtude essencial para o ser humano viver em paz, deixando de longe a violência e destruição, ela alimenta a bondade do espirito  aumentando a convivência e confiança entre as pessoas.
- Bruna Luiza.    Turma: T.4206