domingo, 22 de março de 2015

RESENHA: O Concurso - Filme Brasileiro

Estudantes do Instituto Federal elaboram resenhas sobre o filme assistido em sala,  "O Concurso" que se trata de uma comédia brasileira lançada em 2013. Ao detalharem a história resumindo-a, os alunos fazem recomendações e analises críticas sobre o filme.

RESENHA:  O Concurso

O filme narra as aventura dos candidatos finalistas de um concurso para juiz federal.
Os quatro finalistas são pessoas de lugares diferentes do Brasil. Há um cearense religioso e casado (conhecido como Freitas), (Rogério Carlos) é gaúcho gay e não se arrume por causa do Pai medido a machão, (Caio) é um carioca malandro, (Bernardo) um paulista do interior.  Os personagens são devidamente apresentados, e de maneira bastante divertida até, o filme se encarrega de fazê-los participar da aventura de viverei um fim de semana no Rio de janeiro em busca de um gabarito da prova, com chefe de quadrilha nos morro carioca. Os três foram influenciados por Caio o malandro, enquanto estavam em um baile funk, ele põe droga em três copos de refrigerante na intenção de deixar os outros finalistas loucos. No entanto algo inesperado acontece, sem ter consciência, o quarto copo que não tinha droga acabou caindo em outras mãos e Caio acabou tomando do próprio veneno.

Análise Crítica:

O ponto positivo é a crítica social embutida nas piadas. O próprio fato de usares de artifícios para passar na prova oral já mostra que é possível fazer humor e alertar sobre algumas falhas no nosso País.  Há trechos que podem não agradar por haver brincadeiras como palavrões, Gays. Porém creio que seria muita hipocrisia discriminar um humor que é usado em piadas, programa de TV, revistas e outros meios de divulgações.     

- ALUNAS: Jaíne Aparecida, Antonia Thaise.  Turma: 1157


O CONCURSO

A história é focada em quatro finalistas de um concurso para Juiz Federal, cargo cobiçado, difícil de ser alcançado e extremamente exigente quanto aos requisitos para os pretendentes. Os quatro finalistas são de lugares diferentes do Brasil.
Freitas um Cearense religioso e casado, na qual a casa é cheia de santos por toda parte, Rogério que era gay, e Bernardo um paulista, Caio um famoso carioca malandro, que acaba colocando todos numa tremenda enroscada por conta da ideia de conseguir o gabarito. Para isso dar certo precisaram lidar com a bandidagem.
Se tornaram amigos depois de vários acontecimentos, como brigas, desentendimentos, gabaritos falsos e grandes confusões. Decidiram seguir o conselho que é melhor relaxar do que estudar na véspera da prova, então os rapazes aproveitam o final de semana que antecede o dia da prova. Só que não aconteceu como eles esperavam. No dia da prova final os quatro finalistas ficaram em desespero e acabam em situações surpreendentes, o gaúcho Rogério, entra vestido de mulher, cercado de travestis. O paulista Bernardo maltrapilho em uma moto guiada pela namorada quase nua. O carioca Caio aparece em uma viatura da qual desce algemado e acompanhado pela polícia. O cearense Freitas surge em uma ambulância junto de sua esposa que está grávida, entrando no salão em uma maca empurrada por candoblezeiros.
Por fim eles decidiram qual caminho seguir. Cada um terminou com sua profissão diferente ou seguiram suas vontades.
É um filme muito interessante pois, é uma realidade, que critica ou debocha as instituições e as pessoas que tanto se matam na luta de um concurso público. Que faz parte da realidade na qual vivemos hoje. Mostra se realmente aquele concurso que você está fazendo é o que você quer seguir ou não, porque tem gente que faz qualquer coisa para ter o gabarito ou fraudar o gabarito, para passar num concurso. Também a questão da vida em si; das drogas, a religião da qual você vai seguir, você tem direito a sua liberdade, o alcoolismo, a prostituição. Mas também tem as brincadeiras como o humor sexual, e a diversão.
Esse filme foi lançado em 2013, pelo o diretor Pedro Vasconcelos, seus principais autores foram: Dalton Mello, Fábio Porchat, Sabrina Sato, Carol Castro, Rodrigo Pandolfo.

                    Sugerimos:

 Que assistam esse filme pois é muito divertido, tem identidade própria ao tratar sobre o tema do Concurso público Brasileiro. Assistam ao filme e divirtam-se, sem preconceito e outras cobranças que só seriam aceitáveis em uma produção mais séria. Ria e Curta, O Concurso.


- ALUNAS:  MÉRCIA FERREIRA DE SOUZA e THAIS MATOS SANTOS.  
TURMA: 1157               


O concurso

O resumo do filme “O Concurso”, relata a história de quatro candidatos que são aprovados em um concurso federal para se tornarem juiz. 
Os candidatos aprovados para a última etapa do concurso se deslocam de suas cidades para o Rio de Janeiro.  Ao se encontrarem, tornam-se amigos e passam a ser colegas de quarto. O carioca coloca os outros três colegas numa tremenda enrascada, por causa da ideia de conseguir o gabarito faltando menos de 48 horas para o dia da prova. Para que tudo desse certo, eles precisariam lidar com a bandidagem, se envolvendo em confusões e coisas ilegais. O único que conseguiu o gabarito foi o carioca. 
No dia da última etapa da prova, os finalistas chegam de forma bizarra. O paulista Bernadinho vem de moto com Martinha; o carioca Caio, veio numa viatura da polícia; o cearense Freitas surge em uma ambulância acompanhado de sua esposa e empurrado numa maca por praticantes de candomblé; o gaúcho entra vestido de mulher. 
Ao iniciar a prova alguns finalistas não levaram a sério a disputa pela vaga. O gaúcho assumiu para o pai e a sociedade que era gay; o paulista foi viver o amor da adolescência; o carioca ao ver o desespero do cearense com a esposa grávida desiste da vaga. 
O carioca foi viver a vida de malandro, o paulista a vida de casado, o gaúcho sai do armário e o cearense vira juiz federal. 

Análise Crítica:

A conclusão que tiramos desse filme foi que não devemos desistir dos nossos sonhos e que, no concurso somos todos iguais e que vença o que teve o melhor desempenho nas etapas das provas. 

  
- ALUNAS:    Ylanna de Oliveira Souza       TURMA: 1157 
        e Taise Raquele Soares.


 O CONCURSO 

O filme o concurso é a história de quatro rapazes que estavam disputando uma vaga para o cargo de Juiz Federal.  
Ao receberem a notícia de aprovação para a última fase, estavam todos tranquilos em suas vidas rotineira. O Paulista Bernardo estava com a mãe, o Cearense Freitas estava rezando, o Gaucho Rogerio estava treinando luta e o carioca Caio estava advogando.
 Ao se encontrarem na porta do tribunal no dia da prova receberam a notícia de que a mesma foi adiada. Resolveram então o Bernardo, Freitas e o Rogerio de irem ao hotel, o Caio resolve ajudar os três, mas já na intenção de uma troca de favores, já que o seu carro não estava pegando, só no empurrão. E eles o ajudaram. 
Na ida ao hotel até a hora da prova, aconteceram muitas confusões e diversão, sendo que no meio de toda essa atrapalhada todos acabam descobrindo suas felicidades, de tais formas: Benardo acreditou no amor se casando e voltando ao antigo emprego; Freitas foi o que se tornou Juiz; o Rogerio se revelou homo sexual e se casou ; o Caio como era malandro foi vender gabarito.

Análise Crítica: 

No filme a grande lição da história foi demonstrar que mesmo disputando uma vaga tão desejada e mesmo tendo culturas distintas, eles puderam se tornar grandes amigos, e encontrar a felicidade ao seu modo. 
Indico porque é uma comédia muito interessante e dá
para se tirar lições de coisas comuns do dia a dia. 

- Aluno: Jorgiedeson Alves da Silva Bispo 
  Turma: 1157 -  CURSO TÉCNICO EM AGRICULTURA



Nenhum comentário: