terça-feira, 16 de julho de 2019

2ª Parte das Produções Textuais: A Liberdade é Azul, filme francês


 A segunda parte da atividade após os alunos assistirem ao filme 'A LIBERDADE É AZUL' consistiu em escrever um texto, logo depois de ouvir uma música clássica orquestrada. Cada aluno deveria ficar em silêncio e sozinho para apreciar a audição e, em seguida, escrever o texto com reflexões sobre o TEMA: LIBERDADE. 



TEXTO 01: Liberdade  ( Sheila Santos- AGROINDÚSTRIA)

Comenta-se com frequência a respeito de que na sociedade a maioria das pessoas não têm liberdade, porém, devem-se lembrar que a responsabilidade faz parte da vida para ser livre. 

 Liberdade é um assunto bastante abrangente, pois todos são livres para ir e vir, fazer o que quiserem, pensar, falar desde que não prejudiquem outras pessoas. É muito bom sentir-se livre, entretanto, consciente de seus atos, ser livre é assumir a responsabilidade por cada momento de seu viver, cuidando de escolhas de maneira mais autêntica possível.

  Observa-se que a liberdade é um assunto tão amplo que, as pessoas as quais não são livres, ainda assim tem o direito de fazer suas escolhas. O  pensamento nunca será preso, por exemplo : uma pessoa que cometeu um crime, e por esse ato encontra-se preso, ela tem o direito de escolher se quer ou não falar sobre o ocorrido., ou seja, pessoas tem o pensamento livre.

 Em vista dos argumentos apresentados, todos são livres, mas por viverem em sociedade devem seguir regras para que haja harmonia entre os mesmos.Aqueles que não se enquadram nesse padrão, terminam sendo julgados pelas leis, seja do País, religião ou Cultura. 

SHEILA SANTOS - T 3126


TEXTO 02 - Roberto Matias - AGROINDÚSTRIA 

LIBERDADE



Ser livre é ser criativo e descobrir novas possibilidades. É aumentar a cada dia a sensação de vitalidade. É correr com a vida. É descobrir uma nova razão para viver. É voar além dos limites do horizonte imposto por convenções sociais.
Liberdade é estar em paz com você mesmo e ter aquela sensação íntima de prazer e bem estar que só sentimos quando alcançamos a sintonia entre nossos valores, nossos desejos, nossos comportamentos e nossas atitudes.
 Liberdade é poder fazer o que gosto, coisas que não prejudicam os outros; poder conversar, ser escutado e compreendido; poder concordar ou discordar, sem que alguém me oprima ou me olhe com ódio, por ir contra a ideia dela.
Liberdade é poder andar, cantar, dançar, sorrir e chorar, ser um ser humano de carne, osso e espírito; é sorrir para a vida, sorrir para crianças, animais, plantas, natureza… é poder ficar triste, errar, desculpar, compreender, aprender e evoluir.
Liberdade é dizer meu nome e sobrenome, sonhar o quão alto eu quiser, poder imaginar, acreditar e realizar tudo o que estiver ao meu alcance; é tentar tudo o que eu quiser e mesmo se não der certo, ter a tranquilidade de ao menos pensar: “Eu tentei”, e isso é o que importa.
Liberdade é poder ir e vir, sem que alguém me impeça; é poder dar um presente ou um doce para alguém, só porque deu vontade e não porque tenho algum interesse; é puxar assunto, rir de uma piada, fazer uma nova amizade, impor limites para brincadeiras também e dar liberdade quando for o momento certo, é respeitar o outro e se respeitar.
Liberdade  é ter carinho, afeto, respeito e honestidade, é dizer a verdade, ser sincero, ser eu mesmo, é poder abraçar, beijar quem gosto e que permita tais atitudes.

Roberto Matias - Agroindústria - T 3126


Nenhum comentário: