segunda-feira, 30 de setembro de 2019

JOVEM GABRIEL SE DESTACA NO HANDEBOL


Gabriel Barbosa se destaca no handebol e em sua página no Instagram. É interessante conhecer um jovem que se interessa pela vida e pelo Esporte. Profª. Antonise

TEXTO 05 - ESCRITA DE SI
 
GABRIEL NO JARDIM DO CAMPUS PETROLINA 
ZONA RURAL - IF SERTÃO PE

   Meu nome é Gabriel de Souza Barbosa, e vou falar um pouco sobre a minha vida. Eu tenho dezesseis anos, moro em Petrolina com a minha mãe, meu pai também vive na cidade, mas é separado da minha mãe. Eu faço o ensino médio integrado na área de Agropecuária, no Instituto Federal Campus Petrolina Zona Rural.

      Sou evangélico, meu pai começou a me levar para a igreja assim que se separou de minha mãe. Quando eles se separaram eu tinha apenas um ano de idade, meu pai nasceu em Juazeiro da Bahia e a minha mãe em Belém do São Francisco em Pernambuco, o nome da minha mãe é Jovanea, e o do meu pai é Gilberto.

       Eu sou atleta de handebol, já tentei jogar futsal, mas não deu muito certo, daí comecei a jogar handebol em 2015. No mesmo ano fui campeão dos jogos escolares e, em 2017 fui vice-campeão, em 2018  entrei na federal, e daí por diante sem time para jogar, não teve mais como jogar os jogos escolares, porém continuo treinando em alguns times daqui de Petrolina, e também tenho uma página de handebol no Instagram na qual já consegui várias mensagens de jogadores profissionais, como Thiagus Petrus que joga no Barcelona, e é capitão da seleção brasileira de handebol.

        Eu tenho uma irmã de dois anos por parte de pai, seu nome é Ana Laura. Ela foi o meu melhor presente, pois sempre quis ter uma irmã. Tenho poucos amigos, ms os que tenho sei perfeitamente que posso contar, um exemplo é minha melhor amiga Lara.

Já perdi muitas amizades por meus vacilos, às vezes mesmo sem sentir, com isso resolvi mudar, e às vezes com vontade de me redimir com as pessoas que magoei, mas quem sabe um dia...

        E isso foi um pouco da minha vida, obrigado por ter lido.

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

JOVEM DISTANTE DAS REDES SOCIAIS


TEXTO O4

LUCAS  DE SÁ mostra seu amor pela família e aos estudos e de como está ainda longe das redes sociais, algo que é incomum para os jovens nos dias de hoje.  Profª. Antonise Aquino




Sou Lucas Barbosa de Sá, tenho 17 anos, e desde que nasci, moro no projeto Bebedouro que fica no interior do Pernambuco.
 Atualmente curso Ensino Médio técnico em Agropecuária no IF Sertão Campus Petrolina Zona Rural que é bastante importante na minha vida, pois moro no projeto e lá trabalhamos com agricultura. O curso tem me ajudado a adquirir bastante conhecimento para ajudar meus familiares nas suas atividades.
Futuramente, quero seguir a carreira de médico veterinário, e um sonho tanto meu como de minha mãe, e meu pai vem me dando todo o suporte para um dia alcançar esse objetivo.
Nas horas vagas pratico um esporte pelo qual tenho muito amor, o basquete. Jogo com meus amigos na escola. A única atividade que pratico fora da escola é um jogo online chamado "free fire".
Eu moro com meus pais e meus irmãos. Meu pai é um grande exemplo pra mim, pois sempre trabalhou bastante e me mostrou o valor de coisas honestas, e minha mãe sempre me incentivando nos estudos e fazendo com que eu acredite no meu potencial. Sempre tive um bom relacionamento com meus irmãos, um sempre ajudando o outro.
Não sou uma pessoa viciada em redes sociais, pois sempre gosto de aproveitar o tempo com meus amigos, nunca namorei, gosto bastante da liberdade.

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

THAMIRES, A EVANGELIZADORA - ESCRITA DE SI 03


TEXTO 02 - TURMA 4216

A aluna Thamires de Sousa destaca seu amor pela evangelização e o desejo de ser uma fisioterapeuta. São impressões que os alunos nos transmitem e a fé que cada um tem. Vale a pena conhecer a história dessa jovem. 


THAMIRES

Eu me chamo Thamires de Sousa, tenho 17 anos e nasci em Trindade-PE. Estudo no IF sertão CPZR onde estudo o curso técnico em Agropecuária Integrado ao médio. 

|Uma vantagem para mim é que terminarei o ensino médio com um curso técnico. No entanto, pretendo seguir uma carreira profissional totalmente distinta do curso que faço. Meu objetivo é me formar em fisioterapia.

Na minha vida diária escolar, pratico handebol que é oferecido pela Instituição a qual estudo, porém na minha vida fora da escola, eu faço parte do Ministério da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Sou evangélica e participo das confraternizações, eventos, louvores e acampamentos, diversas atividades, como dar estudos da bíblia e cantar, inclusive isso é o que mais eu amo fazer na igreja. Na caminhada cristã da minha família só eu faço parte da igreja, vivo com minha mãe e um irmão mais novo. Meu pai já faleceu a 14 anos, mas acredito que um dia eles estarão com migo adorando ao eterno!


Até então tenho um companheiro na igreja que me acompanha, juntos fazemos uma parceria, eu canto e ele prega... isso é bom para vivemos um ministério do louvor e pregação. Na escola também tenho amigas que são cristãs e me acompanham na caminhada, são ótimas irmãs na fé. É isso minha história resumida.

ESCRITA DE SI - TEXTO 02


TEXTO 02 - DA TURMA  4216 - 2º ANO DE AGROPECUÁRIA


Samuel Macedo de Araújo sintetiza seu jeito de ser em sala de aula com palavras que deixa um gosto de querer ler mais. Provoquei-o por e-mail para que ele nos envie novos textos e, até mesmo, fala mais sobre a vida dele. Uma provocação... Prof.ª Antonise.


AUTOBIOGRAFIA  

Meu nome é Samuel Macêdo de Araújo, tenho 16 anos nasci em Juazeiro-BA. Moro junto com minha Mãe e meu Irmão. Meu sonho é seguir a carreira de agrônomo, que é a grande importância do curso técnico em agropecuária é que futuramente posso aplicar meus conhecimentos na minha própria profissão. No meu tempo livre, gosto de acessar redes virtuais, principalmente, o WhatsApp, para falar com meus amigos e parentescos. Além disso, nos finais de semanas vou para o sítio de meu Avô e minha Avó, visito eles frequentemente, quando é feriado ou comemoração de algo reunimos todos nós da família. Depois de um tempo pretendo formar a minha própria família.
Além disso, gosto muito de andar a cavalo não só eu,  como também alguns primos meus. Não sou muito fã de futebol, mas algumas vezes jogo. Tenho muitos colegas de turma e,  são todos legais.

 Aluno: Samuel Macêdo De Araújo
 Turma: 4216 “ 2º ano”
                                              

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

AUTOESCRITA DOS ALUNOS DE AGROPECUÁRIA - TEXTO 01


 Ao ler o artigo de Kaline Cavalheiro da Silva, publicado na Revista Letras Rasas (2018), pude concordar com essa pesquisadora de que a escrita é uma forma de pensar e criar, realmente. Um dia desses, no pátio do Campus Zona Rural do IF SERTÃO PE, um aluno veio conversar comigo sobre a proposta de produção textual solicitada aos alunos do 2º ano de Agropecuária e me disse que havia passado algumas horas pensando e escrevendo sobre a própria vida.  Que as palavras chegavam facilmente ao pensar na infância, na família. Finalizou contando que havia gostado de escrever aqueles primeiros rascunhos de histórias que até estavam esquecidas na vida dele. 

Fiquei emocionada e satisfeita com esse depoimento e ver que o esforço de incentivar os meus alunos para o processo de leitura e escrita é fundamental para a vida deles. Agora é esperar os comentários dos SEGUIDORES DESTE SITE.  

A seguir, o texto de Luma Vitória, como um exemplo de escrita de si ( selfwritten) numa mistura de autobiografia e reflexões sobre a AMIZADE.  Haverá muitos outros textos para lermos.  Profª Antonise Aquino

TEXTO 01

Chamo-me Luma Vitória Souza dos Santos, tenho 16 anos, sou brasileira do estado da Bahia - Juazeiro, mais especificamente. Passei 15 anos da minha vida morando no interior, prestes a fazer 16 anos, saí de casa para estudar no IF Sertão onde estudo e moro atualmente com mais 3 meninas.
 Estudar no IF  é a realização de um sonho, pois desde quando descobri o Instituto Federal, eu queria estrar aqui. Além de eu sempre gostar da área que estudo. Por morar no interior, sempre tive contato com a agricultura e sempre fui apaixonada.
  Além de oferecer o curso do qual eu gosto, o IF também foi e continua sendo muito importante para mim, pois está me proporcionando experiências incríveis que jamais pensei que viveria. O IF dá diversas oportunidades, só é preciso saber aproveitar cada uma delas e é o que estou tentando fazer.
  Apesar de ser apaixonada pelo curso que faço, não pretendo fazer uma faculdade na mesma área. O que eu quero mesmo cursar é biologia. Outra área que sou apaixonada!
  No meu tempo livre, embora o IF quase não me permite ter, eu gosto de ler um bom livro e, às vezes, assistir alguma coisa. Gosto também de passar um tempo em redes sociais como o instagram e whatsapp. Nos finais de semana, eu vou para o interior e lá eu gosto de passar um tempo com minha família e amigos já que passo toda a semana longe deles. Não pratico esportes, não gosto, mas também não gosto de ficar parad, então, às vezes saio pra caminhar.
  Enfim, falando agora sobre minhas relações interpessoais... Estou solteira e pra falar bem a verdade não tenho muita afinidade para falar sobre relacionamentos amorosos, até porque nunca tive um, mas sei que não é algo que quero pra mim, agora.
  Minha família é composta por: minha mãe, meu pai, minha sobrinha, um irmão e duas irmãs, mas na minha casa só moram: minha mãe, minha irmã, sobrinha, irmão e eu aos finais de semana.
  Meu círculo de amizades hoje é bem pequeno e conta com 10 pessoas e eu os amo. Eu me considero uma pessoa seletiva pra amizades, pois não quero no meu circulo de amigos, pessoas que pensam e agem de forma contrária ao que defendo. Não quero amizades tóxicas que ao invés de evoluir comigo, tenta me diminuir, sente inveja das minhas conquistas, quando deveria sentir orgulho e felicidade por mim, que não me apoia nas minhas decisões e caminhos que quero seguir. Esse tipo de pessoa nem sou nem quero por perto.
“ seja o bem que você deseja para o mundo”.
  Em minha opinião, amizade é algo sagrado que deve ser bem guardado. Amigos não devem ser pessoa em quem vamos nos “escorar”, mas alguém que sabemos que estará lá quando precisarmos. Não é alguém que fale sempre o que você quer ouvir quando você quer ouvir, mas alguém que te diga o que você precisa ouvir, mesmo que isso coloque em risco a sua amizade, é pra o seu bem. Amigo não é aquele que está sempre lhe apoiando nos seus erros, mas aquele que lhe aconselha e lhe mostre onde errou. Mas amigo também é aquele que escuta quando está errado, não se vira contra você ou te trata com arrogância. Sabe reconhecer o seu erro e pede desculpas. Amigo perdoa quando necessário.
 Podemos viver bem com poucas amizades, nós devemos ser autossuficientes, confiar e sentir orgulho de se apoiar, sentir felicidade por você ser sua(seu) melhor amiga(o).
“ seja para o você o que ninguém jamais será, se ame como ninguém jamais amará, pois no final é sempre você por você mesmo”.

Luma Vitória - autora

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Relato de Experiência " Trilha Ecológica do IF SERTÃO PE"



Sugeri aos alunos que participaram da atividade da Trilha Ecológica do IF SERTÃO PE que elaborassem um texto de opinião. Curto, com as impressões da atividade lúdica realizada pela equipe da Profª Elisângela. Jackeline aceitou a proposta e nos apresenta esse pequeno texto e imagens dos momentos inesquecíveis desse projeto dos colegas do Campus Petrolina Zona Rural.  TRILHA ECOLÓGICA - Jackeline Oliveira - 2º ano de Agropecuária.


No dia 27/08/2019, às  9h00, os alunos e convidados do IF SERTÃO PE foram convidados para visitar a trilha ecológica no Campus Petrolina Zona Rural. No local, já se encontravam professores que tinham organizado a atividade da trilha. 

 Na entrada, havia placas informando os nomes das plantas e outras informações.  Tinha uma coisa interessante: os pontinhos ( referências em braile) para as pessoas com deficiência conseguirem ler o que estava escrito nas placas.  Isso foi uma iniciativa maravilhosa. 

 Logo no início, vimos um jardim de cactáceas e bromélias. Andamos mais um pouco e encontramos mais variedades da caatinga neste clima seco, normal aqui. Deparamos com o mandacaru que é uma planta que consegue absorver muita água e resistir às secas do Nordeste.

Em algumas imagens tiradas do lugar, podemos ver que o mandacaru quebrou no meio e quando caiu no chão e rapidamente já floresceu outro, por sua alta capacidade de armazenar água. Conhecemos também a coroa de frade que também é muito usada nas casas de roça como enfeite.  

Mais adiante, visualizamos a área degradada onde foi feita uma ponte de madeira , pois tinha um enorme buraco se formando. NA parte que tem vegetação, quando a água vem, passa a ser absorvida nas plantações e fica uma terra solta, pois nas áreas que não têm vegetação o solo seco absorve toda à água e a terra por não ter água o suficiente se racha.

Havia também umburana que resiste a climas quentes e serve para fazer chá. Passamos também pelo umbuzeiro que é uma planta nativa.

E assim finalizamos a trilha que foi uma experiência muito interessante para todos os participantes.






segunda-feira, 2 de setembro de 2019

DIFERENTES FORMAS DE VER O MUNDO - Turma 1268 - Agricultura

 A turma de Agricultura - 1268 iniciou as atividades de Língua Portuguesa com uma leitura e discussão em grupos sobre o seguinte questionamento: Como vemos o Mundo hoje? 
       Os alunos discutiram em grupos e apresentaram alguns aspectos das diferentes formas de agir e de se colocar como pessoa nos dias de hoje. 
Vejam algumas imagens:
 

  

 



Professora Antonise Coelho com alunos da turma de Agricultura 2019.2