domingo, 13 de outubro de 2019

Ítalo Daniel - jovem determinado e estudioso

Ítalo Daniel é de Simpatia - lugar tranquilo e bom de se morar - distrito de Petrolina. Ele é um jovem ousado, determinado nos estudos e amoroso com todos nós.  A escrita de si mostra em alguns trechos que o Italo Daniel busca para entender sua própria vida e durante essas passagens, sentimo-nos mais perto dele. Vale a pena conferir. 

Escrita de si - TEXTO 10



 Sou Ítalo Daniel Nunes Macêdo, um pernambucano da cidade de Petrolina e vou contar um pouco de minha história.
 Aos 18 anos, minha mãe Daucilene e meu pai Ilton descobriram que iam ser pais do seu primeiro filho (que é essa pessoa que aqui escreve para vocês).  Era um casal de jovens apaixonados. No dia 12 abril de 2002, na cidade de Juazeiro-BA, lá estava eu acabando de nascer e mal sabia o que o destino já tinha preparado para mim.
  Pouco tempo depois meus pais tiveram uma nova surpresa, eles iam me dar uma irmãzinha que se chamaria de Ingridy. (Eu esqueci de falar, mas somos do município de Petrolina chamado Simpatia, lugarzinho tranquilo e bom de se morar) Voltando... Desde pequeno eu só vivia na casa de meus avós maternos, pois meu pai trabalhava o dia todo  e minha mãe... Bom, minha mãe ficava em casa cuidando de minha irmã pequena. Quando tinha três anos meus pais acabaram se separando e eu como já vivia mais na casa de meus avôs do que mesmo em casa, acabei indo morar com eles.
“Meus veios” me acolheram com todo amor desse mundo e me criaram como filho mesmo. Mas, quando meu pai decidiu me dar para meus avós, minha avó tinha acabado de descobrir que estava gravida e era uma gravidez de alto risco, pois ela tinha 40 anos naquela época; Toda a família ficou bastante desesperada, mas, por fim tudo acabou bem. Então, meus avós mesmo sabendo do que iam ter outro filho decidiram me aceitar-me e me criar com a mesma quantidade de amor que eles iam dar para meu “tio”.
Fomos criados juntos e nunca tivemos uma relação de tio e sobrinho mas, uma relação de irmãos já que nunca tive irmão homem de sangue.
Eu sempre falava que nunca ia sair do meu interior para outro lugar, que ia crescer e morrer ali. Mas, isso era pensamento de uma jovem criança. Já próximo de eu concluir o ensino fundamental, veio-me um monte de pensamentos malucos e questionários “É isso mesmo que eu quero para mim?” “Será que não tem algo de melhor para mim em outo lugar?”. Foi dai que minha tia me apresentou o IF-Sertão CPZR me falando de tudo que se tinha de naquele lugar e então eu decidir fazer o processo seletivo para tentar entrar na instituição.
Dai, aquele pensamento de nascer e morrer no meu interior estava começando a ser revisto e eu percebi que dali eu poderia mudar minha trajetória. Minha vó só vivia dizendo “ Se você quiser morar em Petrolina, a oportunidade é essa, se você não passar nessa prova vai continuar estudando aqui”. E foi isso que me motivou cada vez mais a estudar.
 No dia 31 de Dezembro de 2017, eu recebi a noticia que tinha passado na prova, minhas tremeram, eu chorei e minha família comemorou, pois todo meu esforço tinha cido recompensado. Meus avós ficaram um pouco triste por conta que eu ia deixá-los, mas ficaram muito felizes pois sabiam que tudo aquilo era para o meu bem.
  No dia 19 de fevereiro de 2018 eu comecei o curso médio-integrado de Agropecuária no IF-Sertão Campus Petrolina Zona Rural (CPZR) e foi que minha paixão pela agricultura só aumentou me ajudando a perceber que estava ( e estou) no lugar certo. Prendo seguir essa área agraria e ser um futuro Agrônomo.
  Hoje com meus 17 anos, percebi que não foi uma má escolha de ter deixado meu lugarzinho para vim para acidade em busca de estudo melhor. E sei que o IF vai me ajudar mas ainda na minha futura vida profissional.
  Vocês devem estar se perguntando “ E o relacionamento dele com os pais?”  Tanto meu pai como minha mãe seguiram suas vidas e formaram novas famílias. Minha mãe sempre morou perto de mim, mas mesmo assim eu continue morando com “meus veios”. Ela se casou e teve outra filha que é meu xodó e meu pai também, se casou e teve uma filha. E foi dele que eu herdei essa paixão pela agricultura.
Mesmo eu não tendo sido criado por meus pais, sempre amei e os amo. Pois sempre estou dividindo o meu tempo para dar atenção em igual para os dois. ”E seus avós?” Meus avós são tudo para mim! Eu sou eternamente grato a eles por terem me criado com muito amor e carinho, não me deixando faltar nada.
Minha meta de vida é poder retribuir todo o esforço que eles fizeram e fazem por mim! E aos meus pais também, pois mesmo separados nunca me deixaram faltar o mais importante, o amor, o carinho e o cuidado de pais. Sei que a nossa separação logo cedo foi uma obra do destino. É... destino! Você acredita? Eu sim, pois sei que se isso tudo não houvesse acontecido eu não teria escrito este texto para o qual você está lendo. E sei que essa autobiografia não para por aqui, tem-se muitas linhas a serem escritas e muitas palavras a serem apagadas.

9 comentários:

Jack disse...

Linda sua história,percebo que vc escreve o que sente, isso é muito bom.Parabéns 😍😍

Graziella disse...

Linda história Ítalo, que vc tenha um grande futuro

Ruan Roberto 4216 disse...

Parabéns parceiro lindo texto.

Italo Daniel 4216 disse...

Muito obrigado pela a oportunidade de mostrar um pouco de minha história.

Eduardo Passos disse...

Belíssimo texto amigo, você tem um futuro esplêndido!

Paloma 4216 disse...

Bela biografia, Ítalo tu vai longe!
Que Deus te guie sempre!

Graziella disse...

Parabéns pela sua história e determinação amigo

Marciel 4216 disse...

boa biografia Italo, continui assim que você vai longe garoto.

Unknown disse...

parabéns amigo, esse texto tá show.